• contato@gustavotaveira.com

8 lições da Natação para a vida corporativa

8 lições da Natação para a vida corporativa

Comecei no esporte muito novo e com 7 anos já competia como federado na Natação. Depois de anos como atleta iniciante, amador e profissional, percebi que muito do meu caráter e das minhas características, inclusive no mundo corporativo, foram moldadas pelo esporte.

Hoje, olho para trás e vejo o quão importante foi crescer num ambiente que, ao mesmo tempo, é saudável e competitivo. Por isso, resolvi escrever algumas coisas que aprendi com a Natação e que transformaram a minha vida.

1) Traçar objetivos e definir um plano para alcançá-los

No esporte, para chegar a algum lugar e conquistar algo, primeiro precisamos saber com clareza onde estamos e onde queremos chegar. Conhecer nossos pontos fortes e oportunidades de melhoria e entender exatamente o que precisa ser feito, antes de tomar as ações.

Na nossa carreira é exatamente igual. Precisamos assumir o protagonismo do nosso próprio desenvolvimento, tendo uma estratégia traçada para cobrir eventuais “gaps” que nos separam de nossos objetivos. Caso contrário, estaremos a deriva e, assim como no esporte, o “acaso” nunca vai ajudar.

2) Disciplina e foco no que precisa ser feito

“As pessoas de sucesso são aquelas que que possuem a disciplina necessária para fazer o que precisa ser feito, independente se gostam ou não”

DC Gonzales – “The Art of Mental Training”

Definitivamente, praticar um esporte de alto rendimento como a Natação, me fez entender que nada nos é dado e tudo precisa ser conquistado com muito suor. Se temos um objetivo e queremos alcança-lo, precisamos nos dedicar muito, fazer o que precisa ser feito e correr atrás, dia sim e dia também. Temos que acreditar no objetivo e curtir o caminho, mesmo sem ter nenhuma garantia de sucesso.

3) Saber dizer não e conhecer nossas prioridades

Nos tempos de colégio e faculdade, eu não conseguia participar de todos os eventos e festas com os amigos. Afinal, tinha treino no dia seguinte. Tive que dizer muitos “não” aos amigos e até familiares por um objetivo maior que, na época, era a minha prioridade.

No trabalho, também precisamos ter bem claras as nossas prioridades e saber dizer “não”. Seja para uma atividade que não é prioridade no momento ou até pra um cafézinho, que também precisa ser priorizado às vezes. Caso contrário, nunca conseguiremos entregar aquela apresentação que o chefe pediu e nem cumprir os prazos que nos são exigidos.

Saber dizer “não” é uma das coisas mais importantes na vida corporativa e pode até parecer fácil… mas não são poucas as pessoas que tem (muita!) dificuldade em fazê-lo.

4) Gestão de tempo

Minha carreira como nadador profissional começou na época de colégio e foi até a faculdade. Durante essas fases, eu sabia todos os horários em que precisava estar no colégio/faculdade e os horários dos treinos.

Eu também sabia exatamente quantos minutos gastava nos deslocamentos casa-colégio, colégio-casa, casa-clube, clube-casa, etc… podem chamar de TOC 😉 . Com todas essas informações, eu sabia quanto tempo tinha para programar meu dia. Por exemplo (podem rir): eu saia da piscina do complementar às 6:25h da manhã e tinha exatos 10min para tomar banho, trocar de roupa e estar no carro, para conseguir chegar no colégio antes das 7h. Além disso, eu chegava em casa às 13:10h, tinha 20min para almoçar e poder cochilar 30min. Depois disso, precisava levantar para estudar e fazer os exercícios das matérias até 15:30h, quando já tinha que sair novamente para chegar no clube a tempo do treino principal. 😀

Pode parecer engraçado (é mesmo!), mas essa fase da minha vida me ensinou muito sobre gestão de tempo e a respeitar os horários. Aprendi a programar meu dia, reservar tempo para as coisas que realmente preciso fazer e depois encaixar as coisas que eu gostaria de fazer. É por isso que, até hoje, muitos amigos brincam comigo sobre a quantidade de horas do meu dia e como consigo fazer tantas coisas. Não é nada fácil, mas é totalmente viável encaixar o trabalho, a natação, o ciclismo, a corrida, a musculação, as aulas de tênis, os livros, os seriados e, por mais incrível que possa parecer, ainda ter tempo para dormir! Rsrs

Gastar um tempo planejando a semana, dar uma olhada na agenda do dia seguinte antes de dormir, respeitar os horários de início e fim das reuniões… são pequenas coisas que fazem grande diferença e que qualquer um pode começar a fazer imediatamente.

5) Confiar nos outros

Quem pensa que a Natação é um esporte individual está muito enganado. Cada uma das conquistas que tive só foi possível porque havia muita gente competente envolvida. O técnico, equipe médica, o nutricionista, os patrocinadores, sem falar na família. Não entendemos de tudo, mas confiamos que o que estão fazendo por nós é para que sejamos melhores.

Numa empresa não é diferente. Não conseguiremos chegar muito longe se não confiarmos nos nossos colegas, nos nossos líderes e nos liderados. Precisamos confiar que todos estão comprometidos a entregar o seu melhor e colaborar para que tenhamos sucesso como “time” e, ao mesmo tempo, que cada um tem o seu jeito de fazer as coisas… que nem sempre é igual ao nosso, mas que nem por isso significa que é melhor ou pior..

6) Vencer em equipe é melhor que vencer sozinho

De todas as medalhas e recordes que já tive, as que mais me lembro são dois ouros nos revezamentos 4 x 50 e 4 x 100 livres, no Campeonato Brasileiro Juvenil. Como nadados de fundo, eu não tinha muitas oportunidades de nadar revezamentos e não éramos nem de longe os favoritos, mas uma vitória compartilhada e ter as pessoas que venceram com você ao seu lado para abraçar e comemorar junto foi realmente inesquecível.

Por isso, ter uma equipe na qual você confia, compartilhando objetivos comuns e ralando “ombro a ombro” é algo muito motivador. As vitórias precisam ser comemoradas sempre!

7) Ter tranquilidade e agir sob pressão

Imagine a cena… é a competição mais importante do ano e você é o favorito para vencer a prova. Se ganhar, todos vão dizer que “já sabiam” e que “não fez mais do que a obrigação”. Porém, se perder, será uma grande decepção, mesmo sabendo que todos tiveram a mesma quantidade de dias para se preparar e se dedicaram muito para estar ali.

Posso garantir que esse tipo de experiência faz com que falar em público ou apresentar uma idéia ou um projeto para o seu Diretor ou para o Presidente da empresa vão parecer suuuuper tranquilo! 😉

8) O que te trouxe até aqui não vai ser suficiente para te levar adiante

A natação é exatamente como o famoso livro de Marshall Goldsmith… tudo que treinamos e fizemos para fazer o melhor tempo da nossa vida não vai ser o suficiente e nem vai garantir que seguiremos melhorando os nossos resultados.

Livro: “What Got You Here Won’t Get You There: How successful people become even more successful”

Marshall Goldsmith

Da mesma forma, na vida corporativa, o conhecimento, as experiências e as atividades que nos trouxeram até a posição que ocupamos hoje não serão suficientes para seguir crescendo. Precisamos sempre buscar nossa melhor versão, seja através de novos conhecimentos, de novas habilidades, novas experiências e/ou projetos. Sempre buscando crescer e construir nosso futuro dentro da profissão que escolhemos.

Conclusão:

Acredito demais no esporte como agente formador e transformador de pessoas e até mesmo da sociedade. Não é por acaso que sempre incentivo aos amigos e familiares que pratiquem esporte e que fomentem o esporte desde cedo na vida dos seus filhos.

Muito da minha personalidade e do que conquistei na minha vida, inclusive na profissão e no mercado de trabalho, devo ao esporte ou aos ensinamentos que o esporte me trouxe. Querer vencer sempre, mas saber perder. Se dedicar ao máximo, ter disciplina, mas se decepcionar algumas vezes. Conhecer lugares, fazer amigos, respeitar as regras e os “adversários”… obrigado natação, eu sempre serei muito grato!

Gustavo Taveira

Apaixonado por tecnologia, esportes, viagens e fotografia... compartilhando conhecimento, projetos, estudos e dicas. Meu objetivo é aproximar o mundo técnico dos temas de negócios e o mundo de negócio dos temas técnicos.

Leave a Reply

Send this to a friend